Não é só uma dorzinha passageira! Quando a dor nas costas é questão de saúde

Quando não tratada, a dor nas costas pode evoluir de modo grave e causar diversos problemas de saúde. Saiba como prevenir esse avanço e manter o bem-estar.


A dor nas costas, conhecida no meio médico como lombalgia, é uma condição de saúde que pode atingir cerca de 65% das pessoas ao menos uma vez por ano e até 85% em alguma ocasião na vida. A prevalência pontual mundial desse tipo de problema é de aproximadamente 12%. No entanto esses valores podem estar subestimados, uma vez que muitas pessoas que sofrem com dores nas costas não buscam tratamento imediatamente e mascaram as estatísticas.


Saiba quais são os diferentes tipos de lombalgia


A lombalgia é um problema de saúde que pode se manifestar de modos distintos: Agudo ou crônico. A diferença entre ambos se dá no tempo de duração da dor nas costas.


A lombalgia aguda tende a apresentar incômodos que duram entre 4 e 6 semanas, enquanto que o tipo crônico ultrapassa as 12 semanas.


Conhecer a origem da dor nas costas é importante


Muitas pessoas conseguem diagnosticar a origem da dor nas costas. Ela pode ser proveniente da prática de alguma atividade física ou então, algum esforço excessivo realizado de modo diferente. Mas na maioria das vezes, esse problema de saúde é fruto de se manter uma postura específica no ambiente de trabalho.


Mudanças de atitudes no ambiente de trabalho podem amenizar o problema

Pequenas alterações no ambiente de trabalho podem impedir a ocorrência da dor nas costas, amenizar, ou então, erradicar esse incômodo. Dentre as mudanças que podem ser feitas estão:


  • Pausas em períodos pré-estipulados para alongamentos;

  • Utilização de materiais/objetos ergonômicos, que favorecem a boa postura, como apoios para os pulsos, pés e até região lombar;

  • Praticar a autocorreção postural;

  • Evitar permanecer sentado por períodos superiores a 45 minutos.

Buscar ajuda profissional é essencial


Como foi mencionado anteriormente, muitas pessoas que sofrem com dor nas costas não buscam saber quais são as causas do problema, tampouco procuram por um tratamento adequado. Isso é um grande erro.


Estima-se que aproximadamente 60% das pessoas que sofrem com desconfortos lombares não buscam ajuda profissional.


O número de pessoas que se automedicam por conta de dor nas costas também é grande e essa prática é extremamente perigosa, pois ao se utilizar um medicamento analgésico, a dor é mascarada e o problema tende a piorar.


É muito comum que pessoas que não buscam ajuda especializada precisem passar por tratamentos longos e caros, ou até mesmo serem submetidas a cirurgias que poderiam ser evitadas.


Uma simples dor nas costas que não tem sua origem definida por um profissional capacitado pode evoluir de modo gradativo a um problema que somente um procedimento cirúrgico pode corrigir.


Se você sofre com dores nas costas, já tentou realizar práticas preventivas e não obteve êxito, é hora de procurar especialistas no assunto.


Os profissionais da Fisioresolut são especialistas na área de fisioterapia musculoesquelética e são habilitados para diagnosticar as causas, e também, indicarem o tratamento mais adequado para os mais variados tipos de dor.


Não pense que se trata de uma simples dorzinha passageira! A dor nas costas pode ser altamente debilitante e evoluir de maneira negativa, por isso, ao menor sinal de desconforto, busque ajuda profissional.

Estamos na Vila Leopoldina

Av. Queiroz Filho, 1700, Torre E,

Sala 713, São Paulo - SP

(11) 2619-8007 ou (11) 96460-2287