top of page

Osteopatia: quais os benefícios do tratamento?




Uma das abordagens terapêuticas que mais se destacam hoje em dia quando o assunto é tratamento da dor é a osteopatia. Você já ouviu falar nela, conhece os seus benefícios e sabe que doença ela ajuda a tratar? Leia esse conteúdo da FisioResolut até o fim e descubra todas essas respostas.


O que é a osteopatia e quais são as suas indicações?

A osteopatia é um tipo de abordagem terapêutica baseada no uso de técnicas manuais com a finalidade de estimular a sua recuperação, melhorar a mobilidade das articulações, aliviar a tensão muscular, diminuir a dor e influenciar positivamente a circulação sanguínea nos tecidos.


Geralmente, a osteopatia é indicada para pacientes que estão sofrendo com espasmos musculares, hérnia de disco, lesões esportivas leves, dores no nervo ciático, nas costas, no ombro, no pescoço, tendinites, epicondilites, síndromes do túnel carpo, problemas da articulação temporo-mandibular (ATM), tensões e contraturas musculares, entre outros casos em que músculos, ossos e articulações são afetados.


Além disso, a osteopatia também pode ser usada em tratamentos para enxaquecas, dores de cabeça, problemas digestivos, insônias, labirintites, tensão pré-menstrual, obstipação, stress e problemas respiratórios.


Durante as sessões de osteopatia, o profissional usa as mãos para fazer as abordagens e vale ressaltar que os movimentos que são feitos pelo osteopata não provocam dor. O osteopata não elimina apenas as consequências do problema, procura sempre desvendar a razão do sintoma para ser resolutivo e assim curado.


A osteopatia é um universo vasto e que contempla diferentes técnicas, como osteopatia craniana, osteopatia visceral (essa aqui atua nos órgãos e na relação entre eles), osteopatia muscular, osteopatia estrutural (foca nas articulações), osteopatia postural e osteopatia imunitária.



Benefícios da osteopatia


Uma abordagem muito natural, a osteopatia proporciona uma série de benefícios para os pacientes. Entre os principais exemplos dessa lista estão: a promoção do bem estar e da qualidade de vida do indivíduo sem a necessidade de remédios; melhora da postura e da mobilidade e o auxílio na busca e controle de disfunções que ainda não estejam ativas.


Mas é claro que o paciente só poderá fazer a osteopatia com um profissional capacitado, pois, essa terapia é guiada a partir das necessidades de cada sistema, dependendo da avaliação e diagnóstico.



A osteopatia tem contraindicação?

Mesmo sendo um tipo de abordagem mais natural e uma terapia feita com as mãos, a osteopatia pode ser contraindicada em alguns casos: quando existe risco alto de lesionar a coluna ou outros ossos, infecções agudas e pós-operatório recente, pois essa é uma abordagem voltada para a fisioterapia.


Quer saber se a osteopatia é indicada para o tratamento da sua dor? Então, clique aqui e fale já com a FisioResolut! Nós atendemos a todos de forma totalmente personalizada. Temos uma equipe de fisioterapeutas preparados e capacitados para te receber.


Comentários


bottom of page